PAVLOVA E QUINDIM (Receita de dia das mães) – Carol Fiorentino

Vêm aprender essas maravilhosas sobremesas pra você fazer no dia das mães!!!

Para a pavlova, você vai precisar de:

  • 6 claras de ovo
  • 350 g de açúcar refinado
  • 1 colher de chá de vinagre de vinho branco
  • 1 colher de chá de amido de milho

Como preparar:

Pré-aqueça o forno a 160°C.

Bata às claras em neve, adicionando o açúcar por colheradas, até formar um creme brilhante e picos de neve.

Misture o amido com o vinagre até dissolver.

Acrescente nas claras em neve e misture.

Coloque na forma com papel manteiga no tamanho desejado.

Com uma colher, de acabamento nas laterais.

Leve ao forno por 1 hora, desligue e deixe mais 1 hora no forno desligado para secar.

Monte com o chantilly e as frutas de sua preferência.

Para o recheio:

  • 500 ml de creme de leite fresco
  • 200 ml de iogurte
  • Frutas de sua preferência
  • Hortelã para decorar

Como preparar:

Bata o creme de leite até ficar espesso e misture o iogurte

Para o quindim:

Se preferir o quindim mais firme, adicione 50 ml de leite de coco.

Dicas:

– Peneirar muito bem as gemas se quiser, peneire 2 vezes.

(Coloque na peneira, fure com um garfo ou palito e deixe-a descer sozinha, não passe a colher para não deixar passar a película).

– Não bater a massa no liquidificador.

– Descansar a massa antes de irem ao forno.

– Assar em banho-maria.

Você vai precisar de:

  • 200 g açúcar
  • 100 g de coco ralado fresco
  • 12 gemas
  • Manteiga para untar as formas açúcar para polvilhas as formas

Como preparar:

Asse em forno pré-aquecido 180 graus em banho-maria.

Deixe por aproximadamente 45 min.

Muita atenção para não deixar a água do banho Maria secar.

Sirva frio.

Quindim

Existe um doce português muito parecido com o quindim, chamado brisa de lis. Mas essa versão portuguesa leva amêndoas no lugar do coco ralado.

Sabe de onde vem o nome quindim? De um dialeto africano, e quer dizer dengo, charme, encanto. Provavelmente o doce chegou aqui no Brasil na época da escravidão – por isso o nome vem do dialeto africano.

Além disso, a receita deve ter chegado primeiro no nordeste. Por isso trocaram as amêndoas pelo coco, que era muito mais abundante ali.

Dicas:

  • Prefira coco fresco e ovos caipiras; porém, com ovos normais e coco seco também se consegue um belo resultado.
  • Para um quindim mais firme, adicione 50 ml de leite de coco.
  • Peneirar muito bem as gemas. Se quiser, peneire duas vezes. (Coloque na peneira, fure com um garfo ou palito e deixe ela descer sozinha. Não passe a colher para não deixar passar a película.)
  • Não bata a massa no liquidificador.
  • Deixe a massa descansar antes de ir ao forno.
  • Asse em banho-maria.

Utensílios:

  • 1 peneira
  • 5 tigelas pequenas (para separar ingredientes)
  • 1 tigela grande
  • 1 assadeira
  • 1 espátula (pão duro)
  • 1 forma

Você vai precisar de:

  • 30 g de manteiga
  • 220 g de açúcar
  • 120 g de coco ralado fresco
  • 08 gemas
  • Manteiga para untar as formas
  • Açúcar para polvilhar as formas

Como preparar:

Misture o açúcar peneirado e o coco até ter certeza de que não ficaram grumos de açúcar.

Derreta a manteiga e misture ao coco ralado e açúcar.

Por último adicione as gemas.

Enquanto a massa descansa um pouco, unte bem as forminhas com manteiga e açúcar, todos os cantos e laterais.

Coloque a massa de quindim em cada forminha.

Se tiver tempo, deixe descansar por umas duas horas na geladeira (isso faz com que as camadas do coco e das gemas fiquem bem separadas). Se não, pode levar ao forno.

Asse em forno pré-aquecido a 180 ºC em banho-maria (em uma forma maior, coloque as forminhas e despeje água até a metade da sua altura).

Deixe por aproximadamente 45 minutos.

Muita atenção para não deixar a água do banho-maria secar.

Retire do forno e aguarde amornar para desenformar.

Com a ajuda de uma faquinha, passe nas laterais e vire sobre um prato.

Sirva frio.

O quindim foi o desafio técnico do episódio do dia 22/05 do Bake Off Brasil – Mão na Massa/SBT.